https://www.blau.com/blau/sala-de-imprensa/blau-farmaceutica-inaugura-complexo-industrial-par/

Fonte: Blau Farmacêutica

A Blau Farmacêutica acaba de inaugurar, em seu complexo industrial de Cotia (SP), uma nova planta dedicada à produção de insumos farmacêuticos ativos (IFAS) biotecnológicos.

O espaço ocupa uma área de 3000 m² e recebeu um investimento de cerca de R$ 200 milhões e a pretensão é que a planta opere até seis biorreatores de cinco mil litros.

A companhia, que é uma das gigantes nacionais da indústria farmacêutica hospitalar, já recebeu o certificado de Boas Práticas de Fabricação de insumos biológicos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Com isso, a Blau poderá produzir quatro IFAs biotecnológicos, utilizando a tecnologia de DNA recombinante para proteínas. São eles: Alfaepoetina, Filgrastim, Peg-Filgrastim e Somatropina.

Marcelo Hann, presidente da Blau, detalhou como será o planejamento da companhia na produção dos novos IFAs:

“Até o final de 2022, estaremos produzindo mais quatro IFAs nessa unidade (em Cotia). Serão, ao todo, oito produtos, sendo que seis são para medicamentos que ainda vamos lançar”, afirmou ele, em matéria publicada no portal Valor Investe.


Investimento da Blau em Biotecnologia

A Blau já acumula mais de 20 anos investindo em biotecnologia no Brasil. É uma das pioneiras do segmento no País. Com o lançamento dessa nova planta, a marca reforça seu nome como uma plataforma Biotecnológica nacional.

A nova instalação dará à companhia capacidade para atender às demandas do mercado interno e do externo.  

Isso tudo é resultado do trabalho das áreas de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da companhia e suas parcerias com universidades internacionais. Além disso, a Blau também investe em tecnologias e equipamentos modernos, boa parte deles vindos da Europa.

A nova fábrica de IFAs biotecnológicos terá flexibilidade para produzir vacinas, anticorpos monoclonais, imuno-oncológicos, além das proteínas recombinantes.

“Acabamos de dar um grande passo na verticalização de IFAs biotecnológicos no Brasil”, concluiu Hahn.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Precisa de Ajuda?