Sem muito otimismo, Mercosul e UE voltam a negociar acordo em março

Assis Moreira – Valor Econômico

O Mercosul e a União Europeia (UE) marcaram para 11 a 15 de março, em Buenos Aires, a primeira rodada de negociações com Jair Bolsonaro no poder no Brasil, em vista do acordo birregional de comércio.

Nos próximos dias 26 e 27, haverá reunião entre os países do Mercosul, para ajustar posições. Autoridades da Comissão Europeia insistem que só falta agora vontade política para superar impasses em agricultura, regras de origem, indicações geográficas e liberalização no comércio automotivo no Mercosul.

Um tema que tem sido levantado agora informalmente na Comissão Europeia é sobre planos de Bolsonaro em relação à Amazônia. Algumas fontes vem risco de o novo governo permitir maior desmatamento para apoiar a pecuária, algo que os brasileiros continuam a negar e considerar sem sentido.

A negociadora europeia Sandra Gallina teria afirmado na semana passada, no Parlamento Europeu, que regras ambientais são consideradas condição “sine qua non” para a conclusão do acordo.

Durante o Fórum Econômico Mundial, o comissário de assuntos econômicos e monetários da UE, Pierre Moscovici, destacou que Bruxelas continuará a negociação baseado em princípios como desenvolvimento sustentável, proteção ambiental e direitos humanos.

Em todo caso, a expectativa é pequena em relação à conclusão de um acordo antes da eleição do Parlamento Europeu em maio. Além disso, a chanceler alemã, Angela Merkel, está na direção de saída do poder e o francês Emmanuel Macron continua fragilizado após as manifestações no país.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *