abiquiflashes (05/02/2015 – 352)

  • Argentina (1): as preparações químicas contraceptivas (NCM 3006.60.00) produzidas no Brasil sempre tiveram um bom mercado na Argentina. Em 2014, foram enviadas ao país do sul US$ 5.180.964,00 destes produtos.
  • Argentina (2): US$ 8.413.429,00 em lisina, seus ésteres e sais foi o montante enviado em 2014 para a Argentina deste aminoácido essencial. Este aminoácido é importante para o desenvolvimento e manutenção do corpo humano.
  • Argentina (3): a espironolactona é um poderoso diurético e a sua exportação para a Argentina em 2014 alcançou a expressiva soma de US$ 1.084.853,00 atestando a excelente qualidade das produções brasileiras de farmoquímicos.

abiquiflashes (02/02/2015 – 351)

  • Alemanha: os fitoterápicos são muito usados na Alemanha. Em 2014foram exportados àquele país US$ 3.036.343,00 de pilocarpina, seu nitrato e seu cloridrato. Este farmoquímico é extraído de planta cultivada no nordeste brasileiro.
  • Argentina (1): este país do Mercosul é um dos principais importadores de medicamentos produzidos no Brasil. Encerrado o ano de 2014 os dados de exportação registram um total de US$ 112,4 milhões em medicamentos para aquele país austral (NCM 3003 e 3004).
  • Argentina (2): US$ 2.694.478,00 em heparina foram exportados à Argentina em 2014. Foram 938 kg, resultando em um preço médio de US$ 2.872,57/kg.

abiquiflashes (29/01/2015 – 350)

  • 2014 (1): a exportação brasileira de medicamentos em 2014 alcançou a soma de US$ 1 bilhão e 308 milhões superando em 4,0% as exportações de 2013 que somaram US$ 1 bilhão e 257 milhões.
  • 2014 (2): já as exportações de farmoquímicos recuaram 12,7% em 2014 (US$ 561,4 milhões) já que as exportações em 2013 foram de US$ 642,6 milhões. Já os adjuvantes farmacotécnicos avançaram de US$ 101,3 milhões em 2013 para US$ 112,2 milhões em 2014 representando 10,7% de aumento.
  • 2014 (3): com estes números a cadeia produtiva farmacêutica brasileira apresentou um recuo das exportações em 2014 de 1% sobre 2013, ou sejam 2,001 bilhões em 2013 e 1,981 bilhão em 2014.

abiquiflashes (26/01/2015 – 349)

  • ácido salicílico: este ácido, além da sua ação queratolítica é muito usado como intermediário na produção do ácido acetilsalicílico pelo processo de acetilação. US$ 12.789.489,00 foram enviados ao exterior deste importante intermediário.
  • virginiamicina: usado amplamente na veterinária como antibacteriano e estimulante do crescimento, este antibiótico foi enviado a várias partes do mundo em 2014, particularmente para o Canadá. As exportações no ano passado alcançaram a expressiva soma de US$ 48.566.542,00.
  • Malásia: a heparina brasileira tem sido usada sistematicamente neste mercado asiático. Em 2014 o Brasil remeteu àquele país a expressiva soma de US$ 3.035.567,00, evidenciando, assim, a excelente qualidade das produções brasileiras de farmoquímicos.

abiquiflashes (22/01/2015 – 348)

  • sulfato de condroitina: encerrado o exercício de 2014 as estatísticas da SECEX indicam que foram exportados no ano passado US$ 9.457.815,00deste farmoquimico amplamente usado no tratamento das artroses. Ele é obtido por extração de cartilagens de aves, bovinos e suínos.
  • celulose microcristalina: este excipiente (NCM 3912.90.31) é importante na produção de comprimidos na indústria farmacêutica. Em 2014 foram exportados US$ 20.474.334,00 deste adjuvante farmacotécnico para várias partes do mundo.
  • heparina: este anticoagulante (NCM 3001.90.10) extraído da mucosa intestinal de bovinos e suínos é um destacado item da nossa pauta de exportações. Em 2014 o Brasil exportou US$ 28.872.756,00 deste farmoquímico.

abiquiflashes (19/01/2015 – 347)

  • Malásia (1): este país asiático é um destacado importador da heparina sódica bovina purificada produzida no Brasil. US$ 4.849,14 por kg foi o preço médio das exportações para aquele país, que somaram em 2014, até novembro, US$ 3.035.567,00.
  • Malásia (2): da mesma forma os medicamentos à base de insulina elaborados no País têm um excelente mercado na Malásia. Em 2014, até novembro, exportamos para aquele destino US$ 5.663.470,00 em medicamentos deste tipo, o que atesta a excelente qualidade das produções brasileiras de medicamentos.
  • Reino Unido: provavelmente para reexportações para países asiáticos, o Reino Unido importou do Brasil em 2014, até novembro, US$ 2.760.894,00 em heparina purificada (447 kg). Para obter 1 kg de heparina purificada o produtor parte de, aproximadamente, 6 toneladas de intestinos bovinos.

abiquiflashes (15/01/2015 – 346)

  • Reino Unido: US$ 1.439.161,00 em medicamentos à base de ciclosporina (NCM 3004.20.73) foram exportados para o Reino Unido em 2014, até novembro. Esta exportação para a Europa confirma a excelência da produção brasileira de medicamentos.
  • Argentina: as preparações químicas contraceptivas representam um importante item das exportações brasileiras de manufaturados. Nos 11 primeiros meses de 2014, a Argentina recebeu do Brasil US$ 5.180.964,00 deste tipo de produto.
  • CPhI`15: a CPhI´15, tradicional feira europeia de farmoquímicos e intermediários, acontecerá em Madri nos dias 13 a 15/10/2015. O Pavilhão Brasileiro terá 534m² e as inscrições para os participantes já estão abertas.

abiquiflashes (12/01/2015 – 345)

  • Argentina (1): o país do sul é um dos principais destinos da nossa exportação de medicamentos. Em 2014, até novembro foram enviados à Argentina US$ 102,6 milhões em medicamentos (NCM 3003 e 3004).
  • Argentina (2): as vacinas para uso humano produzidas aqui têm um bom mercado neste país austral. Nos primeiros 11 meses de 2014, foram enviados àquele país US$ 11.666.112,00 em vacinas para uso humano.
  • Argentina (3): US$ 2.431.533,00 em heparina foram exportados para a Argentina em 2014, até novembro, ao preço médio de US$ 2.908.532,00/kg. A heparina é um potente anticoagulante amplamente usado pela classe médica.

abiquiflashes (08/01/2015 – 344)

  • Medicamentos (1): a exportação brasileira total de medicamentos atingiu até novembro de 2014 a importante cifra de US$ 1.213.827.998,00. A previsão é de que encerre 2014 com 5% sobre o ano anterior.
  • Medicamentos (2): do total acima US$ 1,1 bilhão corresponde aos medicamentos acabados (NCM 3004), valor idêntico ao exportado até novembro de 2013.
  • Farmoquímicos: até novembro de 2014 a exportação dos farmoquímicos apresentou um total de US$ 505,6 milhões, um volume abaixo do exportado no mesmo período de 2013. Já os adjuvantes contribuíram com US$ 101,8 milhões até novembro de 2014, valor idêntico ao exportado em 2013.

abiquiflashes (05/01/2015 – 343)

  • espironolactona: este farmoquimico é um produto usado amplamente como diurético. O Brasil exportou em 2014, até novembro, US$ 1.085.139,00, o que atesta a excelência desta produção.
  • cefalosporinas: nos primeiros onze meses de 2014, o País enviou ao exterior US$ 9.640.729,00 deste importante tipo de antibiótico, muito usado na terapêutica antimicrobiana.
  • manitol: a exportação deste excipiente usado na produção de sólidos e líquidos na indústria farmacêutica é dirigida a vários países, especialmente o Japão. US$ 7,7 milhões foram enviados ao exterior em 2014, até novembro, deste adjuvante farmacotécnico.