Entries by abiquiflashes

abiquiflashes (19/02/2018 – 637)

Argentina: este país austral é um destino das exportações brasileiras de lisina, seus sais e ésteres (NCM 2922.41.90). Em 2017 foram enviados à Argentina US$ 7.140.177,00 deste importante aminoácido. Colômbia: da mesma forma a Colômbia recebeu em 2017 a expressiva soma de US$ 8.104.402,00 de lisina, seus sais e ésteres, importante substância no desenvolvimento e […]

abiquiflashes (08/02/2018 – 636)

Vacinas (1): o Brasil é um importante produtor de vacinas para uso veterinário, em particular da vacina contra a febre aftosa. Em 2017 foram exportados US$ 27,2 milhões em vacinas para uso veterinário, especialmente para países da América Latina. Vacinas (2): já a produção de vacinas para uso humano não é o forte do nosso […]

abiquiflashes (05/02/2018 – 635)

lisina: este é um importante aminoácido, a expressão mais simples das proteínas, no desenvolvimento e manutenção do corpo humano. Protetor mundial deste farmoquímico, o Brasil exportou US$ 66,4 milhões em 2017 deste produto (seus sais e ésteres). ácido salicílico: este ácido além da sua ação queratolítica é o principal intermediário na produção da aspirina, por […]

abiquiflashes (29/01/2018 – 633)

Ácidos biliares: estes ácidos representam uma consistente fonte de divisas para o País pois as exportações dos mesmos atingiram US$ 70,3 milhões em 2017, 35,0% a mais do que em 2016. heparina: este potente anticoagulante é extraído da mucosa intestinal de bovinos e suínos. Em 2017 a exportação deste farmoquímico representou US$ 31,4 milhões na […]

abiquiflashes (25/01/2018 – 632)

União Europeia (1): este bloco econômico é um dos principais destinos da exportação brasileira de ácidos biliares (coleréticos e colagogos). Em 2017, até novembro, o Brasil enviou à Europa US$ 23,5 milhões destes farmoquímicos (NCM 2918.19.29). União Europeia (2): o principal destino da produção brasileira de medicamento à base de insulina é este bloco econômico, […]

abiquiflashes (22/01/2018 – 631)

Nafta (1): a celulose microcristalina é um excipiente de suma importância para a indústria farmacêutica mundial.  Este tipo de celulose produzida no Brasil tem grande aceitação no exterior. Em 2017, até novembro, o Brasil enviou a este bloco econômico do norte, US$ 12,4 milhões deste produto. Nafta (2): é digna de registro a exportação de […]

abiquiflashes (18/01/2018 – 630)

Mercosul-5 (1): o Brasil é um destacado produtor e exportador de aminoácidos, que são a expressão mais simples das proteínas. Em 2017, até novembro, o Brasil enviou a este bloco econômico US$ 8.287.179,00 em lisina, seus sais e ésteres (NCM 2922.41.90). Mercosul-5 (2): obviamente que o Mercosul-5 é o principal destino das exportações dos medicamentos […]

abiquiflashes (15/01/2018 – 629)

Japão (1): o país do sol nascente é um forte importador dos aminoácidos produzidos no Brasil por uma empresa de origem japonesa. Em 2017, até novembro o Japão foi o destino de US$ 55,7 milhões em aminoácidos, a expressão mais simples das proteínas. Japão (2): o manitol é um açúcar usado amplamente na indústria farmacêutica […]

abiquiflashes (11/01/2018 – 628)

Índia (1): embora forte exportadora de medicamentos para o Brasil, este país da Ásia recebeu em 2017, até novembro, US$ 13,3 milhões de medicamentos à base de insulina produzidos no Brasil. Índia (2): a celulose microcristalina é um excipiente muito usado internacionalmente para a fabricação de comprimidos. A produção brasileira deste adjuvante farmacotécnico atende a […]

abiquiflashes (08/01/2018 – 627)

Hong Kong: os medicamentos à base de insulina produzidos no Brasil (NCM 3004.31.00), têm ampla aceitação em todo o mundo. Em 2017, até novembro, esta região da China recebeu US$ 1.165.771,00 destes medicamentos. Malásia (1): o ácido glutâmico é um aminoácido muito importante para o desenvolvimento humano. Fabricado no Brasil, o mercado da Malásia absorveu […]