abiquiflashes (20/03/2017 – 552)

  • Espanha: este país europeu é um destino certo das nossas exportações de heparina em suas várias formas (intermediária, crua ou purificada). Em 2016 este país da UE recebeu US$ 15,1 milhões deste farmoquimico produzido no Brasil.
  • Suiça: em 2016 a Suiça importou do Brasil US$ 6.543.619,00 em medicamentos, sendo os principais os do código NCM 3004.90.01, ou sejam, medicamentos à base de terfenadina, talniflumato, cleboprida e outros, totalizando US$ 2.914.301,00.
  • Itália: o ácido biliar (NCM 2918.19.29) tem como um excelente mercado o país romano. US$ 19,4 milhões deste ácido colerético e colagogo foram enviados à Itália em 2016. Este farmoquimico é um dos principais itens de exportação na pauta da cadeia produtiva farmacêutica brasileira.