abiquiflashes (19/10/2015 – 421)

  • União Europeia (1): na exportação brasileira de farmoquímicos, destaca-se a exportação de heparina para este bloco econômico. A heparina é um importante anticoagulante e esta exportação atingiu US$ 10.732.386,00 em 2015, até agosto, cujo principal destino foi a Espanha.
  • União Europeia (2): outro farmoquímico cuja exportação para a Europa é representativa, é a gonadotropina coriônica humana (HCG). Nos primeiros oito meses de 2015 foram enviados à União Europeia US$ 4.076.806,00 deste hormônio.
  • União Europeia (3): também para a UE, até agosto de 2015, enviamos US$ 17.664.333,00 em ácidos biliares (NCM 2918.19.29), particularmente para a Itália.