abiquiflashes 107

  • Alemanha: este país da União Europeia é um destacado importador de farmoquimicos produzidos no Brasil. Em 2018 foram enviados àquele país US$ 33,9 milhões destes produtos, sendo que os ésteres e sais de lisina representaram 17,77% deste total.
  • Itália:US$ 38,6 milhões foi o total exportado pelo Brasil em farmoquimicos para o país romano em 2018. Deste total foram contabilizados 76,84% em ácidos biliares (ação colerética e colagoga).
  • Índia: curiosamente este país asiático encontra-se no radar das nossas exportações de farmoquimicos. Em 2018, foram destinados US$ 36,6 milhões em farmoquimicos para aquele destino, dos quais 83,50% foram ácidos biliares, uma excelente fonte de exportação para o País.