abiquiflashes (05/10/2017 – 606)

  • Egito: o país em referência é um destacado importador dos sais e ésteres da lisina produzidos no Brasil. Em 2017, até agosto, foram exportados para àquele país US$ 1.871.727,00 deste aminoácido.
  • Japão: o país do sol nascente é um dos destinos dos aminoácidos produzidos no Estado de São Paulo. Nos primeiros oito meses de 2017 foram enviados ao Japão US$ 9.774.961,00 em aminoácidos.
  • China: embora distante, o mercado chinês absorve alguns medicamentos produzidos no Brasil, especialmente os produzidos à base de cefalosporinas e de insulina. Em 2017, até agosto, foram exportados para a China US$ 13,2 milhões em medicamentos.