abiquiflashes (05/02/2018 – 635)

  • lisina: este é um importante aminoácido, a expressão mais simples das proteínas, no desenvolvimento e manutenção do corpo humano. Protetor mundial deste farmoquímico, o Brasil exportou US$ 66,4 milhões em 2017 deste produto (seus sais e ésteres).
  • ácido salicílico: este ácido além da sua ação queratolítica é o principal intermediário na produção da aspirina, por um processo de acetilação. Em 2017 o Brasil exportou US$ 8,6 milhões deste ácido.
  • virginiamicina: este antibiótico é amplamente em veterinária como antibacteriano e promotor do crescimento. US$ 46,9 milhões foram enviados ao exterior em 2017, especialmente para o Canadá.