abiquiflashes (02/10/2017 – 605)

  • Chile: este país austral é um importante usuário dos sais e ésteres de lisina produzidos no Brasil. Em 2017, até agosto, foram enviados àquele país US$ 8.896.232,00 em aminoácidos.
  • China: a arginina é um aminoácido produzido no Brasil. A China é um dos principais importadores desta produção nacional. Nos primeiros oito meses de 2017, o Brasil enviou àquele país asiático US$ 5,6 milhões deste farmoquímico.
  • Colômbia: este país bolivariano também importa a arginina produzida  no Brasil, US$ 5.325.277,00 deste farmoquímico foram exportados em 2017, até agosto, para aquele país sulamericano.